www.blogdomarco.clic3.net

“E essa Justiça desafinada é tão humana e tão errada”. Renato Russo

FHC, Serra, Aécio, Yeda e Cássio

Posted by marcocsouza em janeiro 17, 2007

O deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR) já fez um “road show” telefônico de sua candidatura a presidente da Câmara. Do final da tarde até a noite desta terça-feira, já falou com quatro governadores tucanos –José Serra (SP), Aécio Neves (MG), Yeda Crusius (RS) e Cássio Cunha Lima (PB). Amanhã, quarta-feira, pretende falar com Otomar Pinto (RR), que deve estar em Brasília.

Também conversou com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e com os senadores tucanos Marconi Perillo (GO) e Sérgio Guerra (PE). Por fim, entre os mais importantes nomes tucanos, Fruet teve uma discussão franca e amigável com o atual líder da bancada, Juathy Júnior (BA) –o que defendeu e encaminhou até agora o apoio do partido à candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-S).

O que deram essas conversas todas? Eis um resumo:

1) Apoio geral – todos os caciques tucanos foram unânimes em dizer para Fruet que consideravam boa a iniciativa de lançar uma candidatura alternativa como a dele para presidir a Câmara. Foram sinceros? O tempo dirá.
2) Consenso a ser construído – Jutahy Jr. foi sincero e disse que há ainda na bancada tucana deputados que preferem o apoio a Chinaglia. Ficou acertado que o ideal será evitar algum tipo de confronto explícito entre os dois nomes, numa votação entre os 66 deputados eleitos pelo PSDB para a próxima legislatura, que começa dia 1º de fevereiro.O ideal, concordaram Fruet e Jutahy, será construir um consenso até o dia 23 de janeiro, às 14h30, quando será realizado o encontro da bancada nova completa do PSDB. Nesse dia, haverá a tentativa de tomar a decisão por aclamação a favor de uma posição tucana na eleição para a presidência da Câmara.

Resumo da ópera: a candidatura de Fruet é uma operação de risco. Se ele caminhar até o final e tiver menos de 66 votos, fica humilhado, juntamente com o seu partido. Se obtiver mais de 66 votos a ponto de levar a disputa para o segundo turno (com ele ou não), já terá marcado posição e sairá vitorioso (mesmo não sendo eleito). Para tal, precisa do PSDB –um partido que tem ultimamente insistido num caminho que atende pelo nome de peemedebização.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: