www.blogdomarco.clic3.net

“E essa Justiça desafinada é tão humana e tão errada”. Renato Russo

Ou mudamos o São João ou ele se acaba

Posted by marcocsouza em maio 28, 2007

Escrevi aqui um comentário a um post publicado originariamente no Blog do Marco, onde aquele bloqueiro abordada a festa de São João em Teixeira. Ali, eu disse que escreveria depois sobre o formato da festa. Faço-o agora.
Esse modelo tradicional – tradição recente, diga-se de passagem -, é completamente nocivo à economia e à cultura locais.
Pasteuriza-se a cultura, fazendo tocar aqui o que se toca em Pernambuco, no Ceará ou em qualquer outro lugar do nordeste. Em geral músicas de gosto duvidoso e, via de regra, com duplo sentido, na linha “lapada na rachada”.
Bandas de nomes “originalíssimos”, tipo “ferro na boneca”, vêm de suas cidades apenas “buscar” enormes somas de dinheiro, em troca de duas ou três horas de apresentação. A cidades se enchem de pessoas de incontáveis cidades da região, que aqui vêm e ficam por somente um ou dois dias. Aqui deixam somente lixo; daqui não levam nada.
Nenhuma festa junina nesses moldes se realiza sem que o poder público desembolse pelo menos R$ 50.000,00. E pra quê? Para dois, no máximo, três dias de alguma farra, muito lixo e não menos ocorrências policiais.
O que fazer? Acabar com a festa? Evidente que não! As festas juninas são o que há de mais tradicional em nossa região. O que precisamos é dá um viés econômico e resguardar as nossas tradições culturais; notadamente quando estivermos gastando altas somas de dinheiro público em eventos dessa natureza.
Por que uma festa de dois ou três dias somente, se podemos estendê-la por uma semana ou dez dias? Por que trazer bandas cearenses que tocam tudo, menos forró, ao invés de valorizarmos talentos locais ou, se de outros lugares, pelo menos que sejam genuínos? Por que não realizar em paralelo um festival de comidas regionais? A nossa cavalhada não precisa de apoio? Os turistas não gostam de cavalhada? Um festival de teatro não poderia ser realizado no mesmo período? Em suma: o que falta não são recursos; é criatividade.
Ia me esquecendo: dizem que tem prefeitos por aí, eu não conheço nenhum, que prefere o formato tradicional porque fica mais fácil de tirar a sua parte. É fácil, é só pagar 20 por determinada banda e receber dez de troco. Nem sabia que era fácil assim.

2 Respostas to “Ou mudamos o São João ou ele se acaba”

  1. Anonymous said

    Álvaro, vamos ser coerentes, cara.

    Onde está o discurso das promessas de campranha que têm de ser cumpridas.

    Eu quero o 2o. melhor São João da Paraíba. Muitos votamos em Rita porque ela dizia que Elenildo era ruim, que tinha acabado o São João.

    E agora? Elenildo não está na prefeitura, portanto que acabou com o são João foi… Eu dou um milhão de reais para quem acertar.

    O político que prometer tem de cumprir. Não enganem o povo com falsas promessas. Não ganhem eleições denegrindo a imagem da pessoas à toa.

    Álvaro, defenda um discurso limpo na campanha.

    Não fale besteira, porque eu canso.

  2. Anonymous said

    Conversa mais idiota, a desse último cara aí.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: